Ir direto para menu de acessibilidade.
Login
Início do conteúdo da página

4.1. Criação do Arquivo PDF "Metadados"

Criado: Quarta, 08 de Junho de 2016, 16h22 | Publicado: Quarta, 08 de Junho de 2016, 16h22 | Última atualização em Quinta, 23 de Junho de 2016, 10h11 | Acessos: 9350

Diz-se comumente que metadados são “dados sobre dados”, ou seja, são informações que descrevem os dados disponibilizados, ou suas características formais. Bons exemplos de metadados seriam o formato em os dados são oferecidos, sua periodicidade, frequência de atualização etc. Em suma, metadados informam sobre as especifidades do dado - o que é essencial para quem for reutilizá-lo entender como foi gerado, estruturado e/ou consolidado.

No Portal Tesouro Transparente, o primeiro recurso da lista de recursos de qualquer conjunto de dados deve ser o arquivo de metadados, cujo nome será “Metadados” e que deve estar no formato PDF, seguindo as orientações apresentadas no Anexo I. Portanto, deve-se sempre verificar se há pelo menos um arquivo “Metadados” como recurso do conjunto de dados, se é o primeiro da lista e se está completo.

Quando o conjunto de dados representar um relatório, alguma visão de negócio ou outro tipo de consolidação produzida pelo Tesouro, deve haver também a descrição da metodologia adotada, bem como indicação da legislação que rege o assunto, se aplicável. Nesses casos, o que se espera é que o usuário do Portal consiga reconhecer e compreender, pelo acesso aos dados e conhecimento da metodologia, a sistemática adotada pelo Tesouro para aquele tipo de informação. O objetivo é que o usuário possa inclusive reproduzir o processo. Desse modo, o Tesouro não somente dá transparência aos seus dados e informações, mas induz um acompanhamento mais próximo por parte da sociedade e induz a utilização dos dados para novas interpretações e significados que os cidadãos queiram construir.

Idealmente, deveria haver apenas um arquivo de metadados para cada conjunto de dados. No entanto, quando a descrição dos metadados de determinado conjunto de dados for muito extensa ou complexa, é recomendável que se crie mais de um arquivo de metadados. Haverá o arquivo “Metadados” geral, o primeiro da lista de recursos, e, logo em seguida, os arquivos mais específicos. Ressaltando a necessária parcimônia, pode haver tantos arquivos de metadados quantos necessários para o entendimento e a utilização dos dados, que é o mais importante.

Exemplo de lista de recursos do conjunto de dados:

  • Metadados
  • Metadados - Memória de cálculo
  • Metadados – Descrição de colunas

Orientações para o detalhamento dos metadados

Nas orientações do Anexo I estão descritas as dimensões e os parâmetros adotados para os metadados. Em qualquer dos campos em que não houver preenchimento possível, deve-se escrever “Não se aplica”. Informações relevantes para o entendimento do conjunto de dados não previamente elencados no Anexo I podem ser descritos em “OBSERVAÇÕES E COMENTÁRIOS ADICIONAIS”.

Atenção!

O modelo do Anexo I para ser preenchido está disponível na página do Tesouro Transparente na intranet da STN. Após o preenchimento, deve-se salvar o arquivo em formato PDF para carregamento no Portal junto com o conjunto de dados.

Fim do conteúdo da página