Ir direto para menu de acessibilidade.
Login
Início do conteúdo da página

030401 - TEMPUS-SHARE/TEMPUS-TRANSFER

Publicado: Quarta, 10 de Setembro de 2008, 09h11 | Última atualização em Sexta, 20 de Setembro de 2019, 15h18 | Acessos: 401

1 - DESCRIÇÃO

1.1 - A Coordenação Geral de Sistemas de Informática ü COSIS é o Órgão responsável pela sustentação técnica do produto, habilitação dos usuários para acesso ao disco virtual e solicitação de instalação ao SERPRO.

1.2 - O cadastramento para utilização do TEMPUS-SHARE deverá ser solicitado a STN/COSIS/DIPLA através de COMUNICA-SIAFI, FAX, etc. Os seguintes dados devem ser informados:

- Código da UG;

- Nome da UG;

- Endereço;

- Placa de Comunicação utilizada para acesso à Rede SERPRO,

- Telefone;

- Número de microcomputadores para instalação do Tempus-Share;

- Nome e CPF dos usuários cadastrados no CI ou dos usuários que utilizarão; e

- O processo BT.

1.3 - Os usuários do SIAFI, ao solicitarem a habilitação no TEMPUS-SHARE e no EXTRATOR DE DADOS e/ou PROCESSO BT, serão os executores do sistema.

1.4 - No Mainframe são instalados o núcleo e o gerenciador do TEMPUS-SHARE que cuidam da manutenção dos arquivos criados nos discos virtuais, bem como do controle de acesso pelos microcomputadores.

1.5 - No Microcomputador são instalados os programas de acesso aos discos virtuais, e que podem ser públicos ou privados.

1.6 - Os usuários de estações remotas terão o Tempus-Share instalado nos microcomputadores e os usuários de rede local terá o Tempus-Transfer disponibilizado.

1.7 - Discos públicos são acessados por todos os usuários.

1.8 - Discos privativos são acessados pelos usuários cadastrados.

2 - ACESSO E NAVEGAÇÃO

2.1 - Executar o programa emulador do terminal, para acesso à Rede SERPRO de Computadores. Dependendo do tipo de conexão com a Rede SERPRO:

a) DFT - Acessar o diretório onde foram instalados os programas do emulador, C:\DFT e executar o emulador.bat;

b) BSC - Acessar o diretório onde foram instalados os programas do emulador,

C:\BSC e executar o M3270.EXE;

c) RENPAC - Acessar o diretório onde foram instalados os programas do emulador, C:\PKT3270 e executar o PKT3270.EXE;

d) REDE LOCAL - Acessar a Rede SERPRO de acordo com o designado pela Administração da Rede Local.

2.2 - Após a execução do emulador, deverá aparecer a tela da Rede-SERPRO. Em caso do não aparecimento, solicitar a ativação da linha (identificada em cada equipamento na etiqueta colocada pelo SERPRO) à Central de Atendimento ao Usuário - CAU. Neste momento deve-se digitar, na parte de opção desejada "TE", e, posteriormente, tecle "ENTER" para acesso ao TEMPUS-SHARE.

2.3 - Aparecerá uma tela de apresentação do Tempus-Share, solicitando a identificação do usuário (USERID) e a sua senha de acesso (Password) após isso teclar ENTER.

2.4 - Caso sua USERID e senha estiverem corretos, será fornecida uma mensagem de "Logon Successful". Caso contrário, tente novamente o passo 3. Pode ser também que o usuário não esteja cadastrado ou seu prazo de acesso tenha sido expirado; Neste caso, contate a STN/COSIS/DIPLA para verificação de irregularidades de habilitação ou a SERPRO/FIBRA/CAU para troca de senha.

2.5 - Retornar a tela do DOS, no caso de utilização de placa BSC. Em geral, para fazê-lo, basta pressionar as duas teclas "SHIFT", simultaneamente. Entretanto, pode ter sido padronizada outra forma de fazê-lo. No caso da utilização do DFT, o usuário deverá acessar a sessão DOS pressionando a tecla CTRL e escolhendo a sessão 0.

2.6 - No microcomputador, mudar para o diretório TEMPUS, usando o comando DOS apropriado.

2.7 - Executar o comando Tempus1, Tempus2 ou TEMDFT, de acordo com a configuração existente, para acesso aos discos virtuais.

OBS: Esta etapa requer atenção do usuário, para que possa ser acionado o programa correto TEMPUS1.BAT, TEMPUS2.BAT ou TEMDFT.BAT, de acordo com o tipo de emulador existente na sua máquina.

2.8 - Aguardar a conexão com o TEMPUS-SHARE. Uma série de mensagens será mostradas até que seja mostrada a conexão dos discos virtuais, conforme mostrados abaixo.

Exemplo: D: SERV|Uxxxxxx onde xxxxxx - código da UG E: DISCO5

2.9 - Você terá disponível dois discos virtuais:

- SERV\Uxxxxxx - disco privativo da UG onde xxxxxx - código da UG - Disco5 - Disco Público

2.10 - A navegação no TEMPUS-SHARE é feita através da utilização de comandos do Sistema Operacional DOS.

2.11 - Além dos comandos do Sistema Operacional que podem ser utilizados temos o SCOPY, permite a cópia de arquivos do Tempus-Share localizados em um disco virtual para o microcomputador, ou vice-versa, de modo similar ao do comando Copy. No SCOPY poderá ser ativada a opção checkpoint, que faz com que, a qualquer interrupção, o arquivo seja marcado possibilitando a reinicialização de sua transferência, a partir do ponto em que foi interrompido.

Exemplo: SCOPY origem destino /c /r

onde: c - checkpoint e r - restart

2.12 - Após o término dos trabalhos com o TEMPUS-SHARE é necessária a desconexão do microcomputador com o mainframe.

2.13 - Retorne ao diretório C:\TEMPUS

2.14 - Execute o comando SAI. Este comando libera os drives e os programas do TEMPUS-SHARE, que foram alocados, na memória do microcomputador.

2.15 - Retorne à tela de emulação no caso de utilização de placa BSC. Em geral, para fazê-lo basta pressionar as duas teclas "SHIFT" simultaneamente. Entretanto, pode ter sido padronizada outra forma de fazê-lo. No caso da utilização do DFT, o usuário deverá acessar a sessão de emulação pressionando a tecla CTRL e escolhendo a sessão que estava sendo utilizada para o TEMPUS-SHARE.

2.16 - Digite LOGOFF, para liberação de sua conexão retornando à tela principal da Rede-SERPRO.

Fim do conteúdo da página